24 janeiro, 2012

SOBRE AS LÁGRIMAS





















Sei que o choro é uma importante válvula de escape do corpo, para aliviar as pressões internas que agoniam a alma. Mas,sei, também que há muito choro vagabundo por aí, que não alivia a alma em coisa alguma.

Falo daqueles choros que atolam a pessoa no emocionalismo bobo e inútil, que não a amadurecem em nada.

É o caso por exemplo, do choro por apego, do choro por chantagem emocional,do choro por hipocrisia.

Quando você chora, as lágrimas fluem pelos seus olhos, mas, em realidade, elas nascem do fundo do seu coração. e tem como funçaõ o descongestionamento das sentimentos que trafegam nos recônditos mais íntimos do ser.



Existem lágrimas de vários tipos:



lágrimas de dor,

lágrimas de saudade,

lágrimas de alegria,

lágrimas de amor.



No entanto,as que valem a pena mesmo são aquelas que brotam do AGRADECIMENTO. Elas fluem de um jeito tão espôntaneo, tão sutil, que não dá pra resistir. Elas são mais espiritualizadas, mais cristalinas, como que interpenetradas pelas energias mais nobres daquela alma que agradece.



Essas lágrimas de agradecimento são especiais porque são mágicas, só aparecem naqueles momentos em que a pessoa destrava as tensões e busca algo que transcenda a própria existência vulgar. Elas surgem naquelas reflexões que dizem que a vida não se resume a comer, beber, trabalhar. dormir, copular e finalmente um dia morrer. Elas vêm naqueles instantes de quietude,em que algo invisível toca sua alma e o inspira a pôr asas no pensamento.



Então, você viaja ao infinito de um momento e percebe intuitivamente que os dramas humanos são ridículos, quando comparados a magnitude do Universo. E,em um misto de surpresa e encantamento, você que seu universo interno também é magnífico. E você sente em si mesmo a pulsação da Luz, a firmeza da própria imortalidade e a certeza de que há um Amor Supremo,interpenetrando todas as coisas.



Uma onda de amor invade seu coração e você sente que Deus está ali e no coração de todos os seres. As lágrimas de agradecimento a Ele brotam com mais profusão e lavam sua alma. No meio dessas lágrimas tão bonitas, pois nada pedem, somente agradecem sinceramente, surgem um sussuro espiritual que diz:

"TE AMO...TE AMO...TE AMO...."

As lágrimas de agradecimento são serenas, silenciosas e amigas.

Elas surgem:



-Quando você lê um livro que eleva sua alma para o bem;

-Quando você olha para o espaço sideral e pensa no infinito;

-Quando você faz uma prece sincera, sem egoísmo,

-Quando você vê a alegria de uma criança;

-Quando você medita e alcança sua luz interior;

-Ou simplesmente quando você lê um texto como este e sente que, além de você e de mim,existem muitas pessoas neste planeta que sentem a mesma coisa e que também dizem: OBRIGADO!



Wagner Borges:

(Texto extraído do livro: "Viagem Espiritual III")















__._,_.___





O Bem e o Mal Segundo Alguns Filósofos

Espinosa – o esforço de se preservar é um bem; o que entrava esse esforço é um mal.

Seja fiel aos seus pensamentos e sentimentos.

Sócrates – o mais elevado bem que se pode medir tudo é o conhecimento.











Postar um comentário