02 março, 2011

Revelações do Arcanjo Miguel e de Ashtar Sheran - Canalização de Rodrigo Romo





Informações sobre o Comandante Ashtar Sheran

Acredito que chegou a hora de esclarecer os leitores sobre a verdadeira identidade do Comandante Ashtar. Isso por que atualmente muitas pessoas dizem ter sido contatadas pelo mesmo ou pela sua equipe, o que em muitos casos é verídico. No entanto existem informações desconexas, pois fui informado por diferentes fontes, sendo uma delas o próprio Ashtar, que existem entre 6 a 10 comandantes da 6ª dimensão que pertencem a um grupo rebelde de antigos comandantes em treinamento, que se bandearam para a dualidade na direção da energia Luciferiana. Em outras palavras, são seres de luz que têm trabalhado em missões pouco recomendáveis pelos membros da Fraternidade Branca, ações que a mesma jamais efetuaria. No entanto esses comandantes rebeldes têm utilizado o nome de Ashtar para se apresentar aos seres humanos, e principalmente empregado corpos humanos tridimensionais com uma altura média de 1,98 a 2,10 metros. Estes seres são remanescentes de regiões como Rigel e proximidades dessa região dualizada de Órion, outros são de Capela como também de Sírius, das localizações dualizadas em crescimento. Foram escolhidos por Ashtar e uma junta de criadores para que elevassem sua gama vibratória e pudessem levar aos seres de seus mundos uma nova visão do processo evolutivo na luz, fora da dualidade marcante com que seus povos vinham se desenvolvendo há milhares de anos. Esses seres foram inclusive recomendados pelo próprio Metatron, que é o Arcanjo responsável pelo quadrante de Satânia ou Órion.

Esses seres não são malvados como alguns tentam dizer, mas sim possuem uma queda para criar distúrbios e agitação, comunicando informações de ordem apocalíptica perturbadoras para seus contatos. Em geral eles têm procurado promover agitação e a dualidade entre os seres humanos para verificar como nós reagimos e a qual lado nos ancoramos. Sua tarefa não é autorizada plenamente pela Fraternidade Branca e têm sofrido restrições severas em suas ações nestes últimos anos. Mas mesmo assim têm efetuado muitos contatos com pessoas. Aqui mesmo no Brasil, em 1996, foi feito um contato no qual transmitiram informações catastróficas sobre o Cometa Hally Pop, que segundo eles traria sérias consequências para o nosso mundo, o que não se confirmou. A missão deles em parte é desacreditar a tarefa de Ashtar e da Fraternidade Branca, mas de certa maneira eles têm contribuído para disseminar a crença no Comando.

O verdadeiro Comandante Ashtar Sheran é um ser de cabelos castanhos claros, quase loiro, com 2,33 metros de altura, olhar profundo e sereno, com olhos azulados para cinza claros. Ele teve manifestações na região de Alfa Centauro em mais de 25 estrelas da região como um dos mais destacados Criadores a serviço de Micah. Na realidade o próprio Ashtar é um Anjo Micah em ação, por esse motivo ele é o Arcanjo Miguel em um plano paralelo de vibração.

Vou procurar descrever isso melhor, para que possamos penetrar na realidade multidimensional do nosso Deus criador do Universo Local de Nebadon:

Micah à Deus Criador de Nebadon, Senhor absoluto.

Arcanjo Miguel ou Ashtar Sheran à Intermediário administrativonos processos evolutivos dos mundos semeados em Nebadon em diversos planos dimensionais. Ele é um Membro ativo da Ordem dos Micahels.

O ponto focal de origem de Ashtar ou Miguel não é Alfa Centauro como muitos acreditam. Ele é proveniente diretamente de Salvington, capital de nosso Universo Local de Nebadon. Por outro lado a Ordem dos Micahels é proveniente de Unversa, capital do Superuniverso de Orvoton, do qual nós fazemos parte. A idade de Ashtar se perde no tempo, sendo superior a 12 bilhões de anos nossos, devido a algumas referencias sistêmicas, mas como essa ordem existe desde que Nebadon foi gerada, isso leva a uma marca de 200 bilhões de anos. Assim verificamos que Ashtar, por ser um membro ativo dessa Ordem de deuses Criadores, que por sua vez são os dirigentes de milhares de galáxias e constelações cadastradas pelos nossos astrônomos, somados ao fato de que os seres da ordem de Micah são filhos Criadores imortais gerados diretamente do núcleo da FONTE QUE TUDO É, iremos chegar a conclusão de que estamos nos comunicando com um ser que é tão antigo quanto o nosso universo.

As funções de Ashtar são as de monitoramento e desenvolvimento do aspecto Crístico de seus filhos, filhos estes que são denominados de sementes estelares ou filhos emergentes, que são todas as formas de vida que escolheram, a partir de um aspecto monâdico, evoluir e experienciar a evolução a partir do plano tridimensional, até retornar às esferas mais sutis da 7ª dimensão, na junção com seu EU SOU, para posteriormente se integrar na energia do Cristo na 8ª dimensão. O papel de Ashtar e de seus outros irmãos denominados por nós de Arcanjos é muito importante para manter o equilíbrio sistêmico dos sóis e também para levar a mensagem divina do Cristo para as mentes com amnésia dos planos mais densos.

Energia Mahatma

Energia Budica

Energia Crística

Estes 3 aspectos são na verdade a consciência plena do Cristo universal, que possui a sua trindade. Essa trindade é manipulada pelos diferentes Arcanjos nas suas tarefas de manifestação para o despertar dos seres em evolução.

Ashtar Sheran é o líder máximo de toda a orbe Arcangélica, tendo Gabriel como seu sucessor administrativo e ao mesmo tempo como seu conselheiro estratégico, isso porque Gabriel pertence a uma outra Ordem de Filhos Criadores, mais voltados para a linha da justiça e da não dualidade. Em outras palavras Gabriel não concordou muito com o plano dualista oferecido por Jeová e Lúcífer no passado. A postura de Gabriel é muito crítica com relação aos fatos que se manifestaram na Terra depois que Caligastia rompeu relações com Micah e se aliou de forma degenerada à dualidade nefasta que conhecemos. Os outros Arcanjos ou Comandantes estelares têm ajudado Ashtar de todas as formas a cumprir sua promessa de ajuda e não interferência direta no processo dualista da Terra até que a data marcada pelo Conselho Cármico de Orvotón se cumpra, no intento de verificar como as almas de 10 bilhões de seres que aqui se manifestam irão se comportar no processo seletivo de criação. Digamos que este seja um programa de estágio seletivo para uma nova etapa evolutiva em uma outra Terra com gama vibracional maior na 5ª dimensão acima.

Assim Ashtar tem cumprido o seu papel de ajuda e por sua vez tem trabalhado diretamente com seu complemento energético, que é o Amado Mestre Sananda. Na realidade Jesus é um outro membro da ordem dos Micahels em outro plano paralelo de consciência, assim como todos os membros com a denominação Kumara o são. Vamos verificar que Maitreya também é um outro Kumara e membro dos Micah, como Kuthumi e todos os complementos divinos no aspecto feminino da criação.

Vejamos melhor isso: um Universo Local é regido por um Filho Criador da Ordem dos Micahels, acompanhado de uma Filha Criativa. Assim, verificamos que o complemento de Jesus, ou seja, Madalena, é uma Filha Criadora, assim como Vênus, Clara e Fé.

Com isso verificamos que todos os aspectos decorrentes da Ordem dos Micahels nos diferentes planos dimensionais são membros diretos dessa consciência maior. Assim temos o seguinte:

MICAH

MASCULINO E FEMININO

MIGUEL E FÉ

ASHTAR SHERAN e ASHTAR ATHENA

SANAT KUMARA e VÊNUS

MAITREYA e ASTREA

SANANDA e MADALENA

KUTHUMI e CLARA

Temos acima as manifestações mais conhecidas da consciência de Micah, tanto no aspecto masculino quanto feminino. Assim verificamos a proximidade entre elas e como são coesas em sua forma de atuação em nosso mundo. Todo o processo de paixão de Jesus de Nazaré foi controlado e preparado por essa hierarquia de Kumaras, que por sua vez são parcelas da fonte maior da consciência de Micah. Com isso tento demonstrar a verdadeira identidade do nosso irmão e Pai Ashtar Sheran, que está presente em nosso sistema Solar desde a sua fundação há cerca de 6 bilhões de anos, quando o nosso Sol Monmatia foi gerado pela Nebulosa de Andronover, como parte de um processo remanescente de desagregação nuclear do processo gravitacional e rotacional da mesma. Assim, o que denominamos de Constelação de Órion teve em sua parte mais externa à qual pertencemos a manifestação de um planeta dualizado com características nunca antes testadas em Satânia e nem em outro lugar de Nebadon. Ashtar foi escolhido como o Logos Solar a partir de Sírius, que representa o nosso Alfa e Omega como centro emissor da consciência Crística para nosso quadrante no braço da espiral da Via Láctea em que nos encontramos.

Ashtar tem sob seu comando e administração mais 6 Sóis semelhantes ao nosso, todos recebendo energia de dispersão de Sírius. Cada braço espiral da nossa Via Láctea possui 7 Sóis Centrais, que por sua vez perfazem um total de 49 Sóis Centrais na Via Láctea, por possuir 7 braços ao todo. Todos esses sois centrais são monitorados e supridos de energia pelo núcleo galáctico, que representa o OLHO QUE TUDO VÊ das antigas escrituras. Esse ponto focal representa a manifestação em ação da materialização de energia multidimensional condensada para a nossa constante dimensional ou realidade paralelas nas quais nossos corpos coexistem dentro do universo material e suprafísico do qual fazemos parte. Ashtar tem a capacidade de coexistir em todos esse planos e de expandir a sua consciência para o além desse Olho que tudo Vê, pois a sua fonte é a própria manifestação de Micah além da criação como Filho Criador.

Na realidade Ashtar possui também representantes aqui no plano da Terra em nossa dimensão e expressão física. São pessoas ligadas à sua linha de trabalho, na divulgação e suporte de grupos no que por muitos foi denominado de Resgate Planetário. Esse resgate não é um resgate físico como muitos tem acreditado, mas antes um resgate das estruturas do planeta e da nossa civilização perante um padrão vibracional. Por essa razão, temos o trabalho dele fundido com o da Fraternidade Branca, pois o resgate é um assunto muito mais amplo, que não se restringe apenas à evacuação de algumas pessoas em naves siderais. Essa possibilidade existe, mas está direcionada em princípio ao resgate físico de crianças e animais que não podem perecer, devido ao seu campo vital ser importante para as novas etapas do planeta na manifestação da 5ª dimensão.

Também posso informar que existe uma diferença a nível de egrégore entre a atuação das parcelas apresentadas como Comandante Ashtar Sheran e Arcanjo Miguel, já que a linha representada como arcanjo está direcionada ao processo de despertar e monitoramento do reino humano em seu processo evolutivo pela dualidade, ao passo que Ashtar representa a linha voltada para o resgate planetário no aspecto extraterrestre mais direcionado. Mas são apenas formas de enxergar os fatos de maneira distorcida, pois ambos têm a mesma função, por serem a mesma energia. Diria que o Arcanjo Miguel foi por muitos mal interpretado e lhe atribuíram responsabilidades que nem sempre foram dele, mas ao mesmo tempo procuraram tecer uma diretriz para sua forma de ser, o que não pode ser concebido para um ser de altíssima espiritualidade, que é uma consciência multidimensional. Na realidade as atribuições de Miguel ou Ashtar estão além do que podemos captar, pois nossa mente é direcional e não pode portanto captar todos os planos em que Miguel ou Ashtar se manifestam.

Para algumas pessoas ele se apresenta tanto como Miguel como Ashtar, por serem humanos que vibram dentro de uma sintonia mais próxima dele. Pela experiência pessoal em meus contatos com ele, asseguro que suas funções e trabalhos vão além do simples monitoramento dos humanos ou dos planetas. Sendo ele um Logos deve atentar para outros objetivos de maior magnitude, relacionados inclusive com a questão da política local e interestelar dos seres que representam a Federação Intergaláctica setorial da Via Láctea, que em muitos casos são de dimensões inferiores à 6ª, o que os torna seres polarizados que ainda devem transmutar muitas de suas limitações. Essas questões políticas inserem questões sérias de poder militar por parte de muitos povos militarizados que têm interesses em outros mundos menos desenvolvidos. Podemos citar o fato dos Zeta Reticulli terem se interessado e interferido seriamente no desenvolvimento da Terra a partir do caso Roswell em 1947. Muitos dos seres dessa raça tinham boas intenções para com os humanos, e necessitavam inclusive renovar a sua estrutura genética com a nossa linha de 12 filamentos, mas suas interferências acabaram por ser utilizadas pelo egoísmo dos militares americanos e russos, vindo a formar, assim, parte do que viria a ser o Sinistro Governo Secreto. Assim, a tentativa de parceria com os humanos por parte dos Reticulli não foi bem sucedida, até que os Grays entraram no processo de troca de favores, prejudicando em alguns aspectos o desenvolvimento de certas linhas militares e levando ao cinismo profundo muitos humanos atrás do poder absoluto. Por outro lado, isso serviu muito para determinar quem eram e quem são as almas que devem ser separadas do processo evolutivo do planeta que se inicia. Todo mal tem uma parcela positiva, que acaba por ser empregada positivamente.

Essa é uma das razões pelas quais Ashtar e Sananda não interferiram de início na presença dos Zeta aqui na Terra, pois os acontecimentos que se seguiriam iriam impulsionar a Terra e a humanidade a um confronto com a verdade sobre a vida extraplanetária. Existem muitos seres de localidades relativamente próximas à Terra em termos de sistemas solares, que apresentam um desenvolvimento muito semelhante ao nosso, devido em parte pertencerem a Órion da mesma forma que nós da Terra, em sentido orbital. Como já informei, aqui na Terra existem seres provenientes de diversos cantos da galáxia e inclusive de outras galáxias.

Uma das grandes preocupações de Ashtar e de seus aliados e subordinados, é o fato de que devido às mudanças orbitais do nosso Sol e seus planetas, muitos seres querem se fixar num processo de vampirização energética das poderosas energias que estão sendo direcionadas ao nosso Sistema Solar. Seres de grande poder técnico, porém com pouca evolução espiritual, que acabam por prejudicar em muito a todas as formas de vida do nosso Sistema Solar. Em minhas comunicações com Shtareer e com Ashtar, tenho sido informado que o trabalho contínuo de monitoramento e de envio de forças de luz não cabem somente ao nosso planeta, mas também a todos os outros mundos, que de uma ou de outra forma necessitam de energia e de sustento espiritual. Mesmo os habitantes de Vênus, que é um dos planetas mais evoluídos do nosso Sistema Solar, em muitos momentos necessitam da atenção dos Mestres Solares, pois também passam por transformações, ainda que a um nível diferente do nosso. A população geral do nosso Sistema Solar gira em torno de quase 1,5 trilhões de almas, que encontram-se no plano evolutivo de surgimento planetário que outrora já foi tridimensional. Portanto todos a sua maneira têm que ser ajudados nas transformações que a nova passagem solar exige.

Os planetas mais afastados do Sol são os que de certa maneira tiveram mais interferências de outras culturas de Órion, o caso típico de Plutão, que além de ser um planeta com o movimento retrógrado como o nosso, é um anômalo em termos de transladação solar e de seu campo magnético, que sofre constantes interferências de Urano, pois está preso a Urano e sua malha magnética e cármica. Assim são seres altamente dualizados entre as polaridades que nós conhecemos muito bem. Por outro lado, são seres ligados ao plano espiritual de forma profunda, o que divide em muito a sua expressão e manifestação nos planos evolutivos pessoais de cada membro.

Plutão foi um mundo visitado por muitas ramificações dos planetas próximos a Rigel, que representa a polaridade negativa de Órion. Seu quadrante estelar está com a maior parte dos mundos revoltosos que aderiram ao plano dualista de Lúcífer há bilhões de anos no passado. Muitos desses seres estão sob os cuidados de Metatron na tentativa de equilibrar um pouco suas manifestações dualistas, mas no decorrer de suas vivências acabaram por efetuar muitas mudanças no processo evolutivo de muitos mundos estelares, em especial Plutão.

O papel de Ashtar perante todas essas culturas é o de orientador e de delimitador de limites com relação a ação direta ou indireta do poder bélico que muitos deles desenvolveram no decorrer de sua evolução tecnológica. Em muitas oportunidades a nave Alfa e Ômega de Ashtar foi atacada inutilmente por seres da 3ª e 4ª dimensão, no intento de impor os interesses mesquinhos de alguns impérios siderais. Essa é uma das razões pelas quais Ashtar tem uma armada de Merkabas de luz com quase 10 milhões de naves dentro dessa classe. Estas naves não são de porcas e parafusos, e tampouco de cristais ou ligas metálicas especiais, são apenas formas de luz cristalizada que podem manifestar-se nos planos multidimensionais com maior segurança e liberdade que as naves técnicas. São naves inteligentes simbióticas de alta energia crística, que por si só não entram em batalhas, mas por outro lado são invulneráveis, pois são de luz e energia crística, que não pode ser destruída, mesmo mediante um maciço ataque de naves físicas ou mesmo da 6ª dimensão. Isso porque os Merkabas podem absorver as energias negativas e requalificá-las como energia de sustentação ou alimento, assim como também podem reverter o curso da energia e devolvê-la ao emissário. Com isso, as tentativas de muitos povos de aniquilar a força as naves do Comando Ashtar fracassaram completamente no decorrer de bilhões de anos de conflitos de polaridade.

Ashtar é um ser de amor Crístico, mas por ser também o representante do Raio Azul, ele tem o poder da criação e da força ofensiva em caso de necessidade, sendo um Grande Mestre Sideral, respeitado e reconhecido em âmbito Universal. Ashtar é tido como um dos mais fiéis servidores do Cristo Micah no processo evolutivo de seus filhos. Em muitas análises poderíamos dizer que Miguel ou Ashtar representa a personificação do nosso DEUS LOCAL, pois é um Raio direto do grande Anjo Micah, nosso Deus criador de Nebadon. O interessante de Ashtar, é que ele é de um amor e benevolência jamais vistos. Possui a força e o poder de, com um olhar, paralisar qualquer ser, mas ele ao mesmo tempo é a própria manifestação do amor. São dois aspectos muito interessantes em sua personalidade multidimensional. Em meus contatos com a sua energia saliento o grande poder que ele emana, a nível de força e capacidade de justiça. Mas ao mesmo tempo sinto a manifestação do Cristo em ação diretamente sobre minha egrégore. Existe uma diferença muito tênue entre a energia de Ashtar e a de Sananda, pois Sananda possui uma energia mais suave, embora a justiça também seja um marco muito saliente em sua energia. Mas em geral a egrégore de Sananda é mais amorosa e envolvente, enquanto que a de Ashtar, embora muito semelhante, possui uma vibração mais disciplinar como a de um Comandante. Não confundam isso com militarismo opressor como nós o conhecemos.

O próprio simbolismo da espada que ele empunha na figura de Arcanjo Miguel salienta que ele é a justiça em ação. Muitas vezes teve que empregar a força de sua espada para definir situações, mas isso somente em casos extremos. No passado quando Jeová estava atuando diretamente na Terra, Miguel teve que intervir e até afrontar o comandante Pleiadiano, devido a suas medidas extremas e radicais de ensinamentos para com os povos ignorantes da época. Na realidade, pelo que pude acessar nos registros akashicos sobre isso, e pelo que posso divulgar, sei que ambas as partes tinham razão à sua maneira, e que sendo Miguel o nosso Logos Solar, não poderia permitir abusos por parte de Jeová, que não tinha uma posição oficial como Comandante setorial em nosso planeta. Jeová estava aqui para prestar serviços para a Ordem dos Anciões e também para Micah.

Um eventual conflito direto entre Ashtar e Jeová teria resultado na aniquilação total do nosso Sistema Solar, pois Jeová possui uma esquadra muito poderosa, ainda que não de Merkabas como Miguel, mas poderosa o bastante para tal feito. Na verdade diria que ambos tinham um trabalho a resolver, só que tinham métodos diferentes, o que ocasionou diferenças no tratamento com os seres humanos e também na interpretação de suas mensagens por parte dos humanos da época. Nunca foram inimigos, mas apenas consciências que analisavam e absorviam as coisas de prismas diferentes. Atualmente, Jeová se encontra com sua nave capitânia e mais 25 naves de sua antiga esquadra em posição de espera para penetrar em nosso campo vital e dar início aos antigos planos de resgate divulgados por alguns profetas do passado. No entanto muitas dessas colocações e projetos do passado não mais serão manifestados, pois Sananda e Ashtar conseguiram modificar e alterar muitas dessas possíveis atitudes e operações que Jeová deveria efetuar na Terra. Isso porque o nosso mundo mudou em muitos aspectos, e porque as ações como Jeová as tinha planejado não seriam proveitosas para uma grande parte da humanidade. Com isso Jeová fica numa condição de espera e fica sobre o Comando de Ashtar e Sananda.

Gostaria que os leitores compreendessem que Jeová não é um Deus absoluto, e sim um ser com alta evolução que se manifesta na 7ª dimensão e possui muitas atribuições relacionadas à colonização de muitos mundos. Mas é apenas mais um dos grandes seres que aqui se manifestaram, como Apolo (Zeus), que foi um Deus germânico e é membro atuante da Fraternidade Branca que, no passado, efetuou muitas experiências e atividades até questionáveis a nível de ética pessoal.

Na realidade existem muitos mitos e desvios dos fatos reais. Diria que mesmo em relação a Jeová existem muitas mentiras e enganos, pois muitos comandantes utilizaram o nome dele para penetrar nas fileiras dos seres humanos a fim de obter o poder, assim como atualmente temos entidades que se fazem passar por Ashtar. De qualquer maneira Jeová é mais um integrante do plano divino que está a serviço de Ashtar em caso de necessidade. Na realidade Jeová é autônomo, mas como está requisitado para atuar em nosso planeta neste processo de resgate espiritual de seus seguidores, ele tem que se adaptar às necessidades e leis instauradas por Sananda e Ashtar. Tanto Jeová como Ashtar e Sananda querem uma solução para os problemas. Assim, ele também tem interesse em que as coisas se manifestem de forma que sua atuação possa ser útil ao planeta, e não apenas a alguns. Portanto Jeová faz parte do projeto no qual Ashtar e Sananda trabalham, são aliados no processo de resgate e alinhamento orbital do nosso Sistema Solar.

Diria que Ashtar tem muito trabalho nessa questão burocrática também, pois existem cerca de 48 Comandantes setoriais querendo efetuar seu resgate Cármico aqui na Terra, cada um com seus problemas e requisições justificadas por diversas ações e condições. Jeová é apenas um entre esses 48 Comandantes, que tem um resgate energético para com o nosso planeta. Nesse contexto, Ashtar está requisitado regularmente, devido aos interesses, pessoas de muitos desses Comandantes. Muitos não são de expressões superiores à 6ª dimensão, o que torna o processo muito denso para sua egrégore que habita regularmente a 10ª dimensão.

Com relação à manifestação dimensional de Ashtar, posso dizer que ele possui a capacidade de se expressar desde a 9ª até a 18ª dimensão em média, mas que pode inclusive sob outra forma já dentro da energia de Micah, manifestar-se em planos superiores ao da 30ª dimensão. Disso tenho pleno conhecimento pois meu Mestre e guia Shtareer se manifesta desde a 35ª dimensão em mais de 20 dimensões em paralelo até o contato comigo, e sei que possui manifestações superiores nas quais deixa de possuir a energia que eu reconheço nele. Quando se está nesse estágio, eles podem simplesmente fazer parte do Todo com um simples impulso mental e se fundir com a Fonte, mantendo a sua individualidade crística ao mesmo tempo. Em geral me comunico com um Shtareer da 9ª e 12ª dimensão, mas posso captar imagens e contatos de seus corpos de consciência superiores. O mesmo ocorre com relação a Ashtar, que possui corpos de luz em diferentes padrões dimensionais. Os que mais se relacionam com o nosso planeta são os corpos da 9ª e 10ª dimensão, mas para os planetas como Vênus cuja raça e população já habitam a 8ª dimensão, Ashtar se manifesta no corpo de 15ª dimensão, em geral para permitir a manifestação de uma energia mais crística e mais elevada, que desperte nos venuzianos uma nova realidade que eles devem buscar, assim como nós em relação aos Mestres Ascensionados e aos seres crísticos.

Quais são as maiores dificuldades que Ashtar enfrenta agora ?

O maior empecilho nas tarefas de Ashtar e de seus colaboradores é a grande diversidade de seres encarnados na Terra e em outros astros de vosso Sistema Solar, que ampliam por demais o campo vital mental, o que cria uma malha magnética suprafísica até a 5ª dimensão muito densa e mesclada, acabando por interferir nos processos individuais de libertação de cada ser que se encontra no processo de evolução e despertar para o novo ciclo solar que se inicia daqui a poucos anos, em regra para todos os astros e o seu Sol/Estrela Monmatia. A Terra não é a única esfera com manifestações em um processo de libertação para nova frequência mental; Plutão, Marte, Fênix, Gânimides e Monmatia 13 apresentam um processo de alterações nos padrões mentais para se adaptar a uma nova realidade. O caso de seu planeta Terra é o mais marcante, devido à situação social e ambiental. Nos outros as coisas são mais suaves e controláveis pelos próprios habitantes, como é o caso de Marte e Gânimides. Já em Plutão as coisas estão um pouco conturbadas, mas não se compara à situação de seu mundo.

Outro problema está relacionado à atuação das diferentes vertentes internas do Comando Militar norte americano, que compõe o Sinistro Governo Secreto. Este Governo está dividido em vários segmentos entre as 3 forças armadas e os departamentos de segurança nacional. São setores muito secretos que manipulam os contatos com tecnologia extraterrestre e utilizam esses conhecimentos na fabricação de armas de altíssima tecnologia, garantindo assim a sua superioridade sobre os outros países. Mas o que mais preocupa são as atuações em paralelo e jogo de interesses que esses órgãos efetuam entre as fileiras de Grays provenientes de Zeta Reticulli que ainda mantêm contato com eles, como também os seres Intraterrenos da raça dos Draconianos. Existe uma disputa entre os Draconianos e os Zeta no que se refere ao processo de libertação e compactuação com as potências militares secretas do mundo. Os Draconianos são a raça mais antiga deste planeta ainda em atividade, juntamente com os Cetáceos. Mas os Draconianos possuem seu ponto de origem focal em Rigel e Betelgeuse divididos em duas facções polarizadas. Já os Zeta se atribuem a supremacia racial como segunda raça primogênita em nossa Via Láctea. São os geneticistas mais atuantes no plano da 6ª até a 3ª dimensão, responsáveis por diversas experiências com abduções humanas desde 1945. Os Draconianos também, por sua vez, têm efetuado abduções na tentativa de gerar um híbrido superdesenvolvido que reúna as melhores qualidades de ambas as raças humana e Draconiana. Os grupos norte americanos, por sua vez, utilizam o jogo duplo com ambas as partes e mantêm uma guerra particular no controle tecnológico com ambas as partes. Estas atividades deixam o Comando Ashtar sempre em prontidão de intervenção, pois existem nos céus da Terra combates e testes dessas tecnologias utilizadas sem a maior contemplação por parte dos fanáticos militares e de seus burocratas instigadores.

O Comandante Ashtar teve que intervir diversas vezes em situações de impasse entre ambas as partes para evitar uma catástrofe. Este tipo de situação, ainda que inserida na percepção dos seres de luz da 9ª dimensão, sempre tem um aspecto surpresa, devido à mutabilidade das ações e do temperamento instável dos seres humanos e dos grupos que controlam tais organizações. Eles deixaram de ser previsíveis como eram há 12 anos atrás, devido às mudanças internas na divisão de poder e à própria instabilidade em suas relações com os Zeta, que querem se revelar ao mundo. O constante aparecimento de programas e filmes ligados a divulgação de seres extraterrestres, assim como os processos oficiais no pentágono americano, são parte de um projeto de divulgação de parte das informações sobre os contatos do Governo Secreto com essas entidades biológicas extraterrestres e intraterrenas. Esta situação que era prevista possui diversos atenuantes e decorrências que merecem a atenção detida dos membros do Comando Ashtar.

Podem especificar melhor as atribuições do Comando Ashtar?

Suas atribuições são de proteção contra eventuais interferências provenientes de grupos siderais que não estejam em sintonia com os Planos Divinos, como também suporte evolutivo e limpeza atmosférica e eletromagnética dos planetas e do Sistema Solar. A liberação da energia Melchizedek em seu mundo foi autorizada pelo Comando Ashtar na medida em que sua população despertava para tal recepção. O Comando Ashtar se subdivide em diversos segmentos de atuação, que podem ser classificados:

- Limpeza atmosférica planetária.

- Alinhamento Orbital do Sistema.

- Correção do campo magnético.

- Proteção contra naves não confederadas.

- Suporte aos Mestres da Fraternidade Branca e Azul.

- Assessoria à Fraternidade Solar.

- Canalização com os humanos no intuito de ajudar.

- Preparação e controle dos movimentos sísmicos.

- Atuação perante o Conselho Cármico Solar.

- Ajuda irrestrita a Sananda.

- Monitoramento dos grupos nefastos do Sinistro Governo Secreto.

- Limpeza do plano Astral por legiões de Anjos.

- Fornecimento de Merkabas aos Mestres da Fraternidade Branca

- Intercâmbio com os intraterrenos

- Sustentação junto com a Fraternidade Branca dos Portais entre as Terras paralelas alternativas.

- Atuação na Embaixada do Templo e Portal dos 22 Raios.

- Supervisão do projeto de entrantes na Terra.

- Mediação entre os draconianos e os Zeta Reticulli.

- Reconexão Divina com suas parcelas encarnadas (Sementes).

- Despertar dos Membros adormecidos do Comando encarnados.

- Elevação vibracional do campo magnético Sistêmico.

- Resgate do Cristo junto a Sananda e aos Kumaras

- Programas de despertar de Consciência das crianças prodígias.

- Intercâmbio Cultural entre Sementes Estelares.

- Projeto de Exílio vibracional dos humanos negativos.

- Dispersão dos 144 Raios do Sol Central Alfa e Omega.

- Recuperação da Malha Temporal da Terra.

Estas são algumas das atribuições diretas efetuadas pelos 33 milhões de seres que incorporam o Comando Ashtar. Lembrando que as entidades denominadas de Arcanjos e Elohins são membros ativos do Comando há eons. A Fraternidade Branca da Terra e Azul de Sírius, a seu modo, estão interligadas nesses trabalhos, formando uma grande Fraternidade Solar com os membros dos outros planetas.

Atualmente devem se referir a Fraternidade Solar, pois a mesma possui as mesmas diretrizes que se referem ao trabalho conjunto de alinhamento e preparação para a nova realidade orbital de seu Sistema Solar. Volto a recordá-los de que todos os astros que estão fixados no campo gravitacional de seu Sol/Estrela, sofrerão uma alteração espacial e orbital, para uma nova etapa evolutiva de mais 26 mil anos rumo à união com o Sistema Estelar de Sírius. Trata-se de um resgate sideral e não apenas planetário como vocês o entendem. Todos os planetas terão um processo de recolocação vibracional de seus habitantes e isso acabará por gerar grupos isolados de seres exilados de seus mundos, para que possam habitar mundos mais adequados às suas limitações. Em determinados casos, esses seres poderão viver nos mundos como a Terra caso tenham pertencido a mundos mais evoluídos espiritualmente. Mas no caso dos humanos densos e dos seres que habitam Gânimides e Plutão existe o fator do astro externo Herculovos e de Fênix, que poderão abrigar essas pessoas de acordo com a sua taxa vibracional. Os mais densos serão levados para Herculovos, que por sua vez deverá ocupar uma órbita em um outro Sol/Estrela próximo a Rigel, para ficarem sob a proteção de Metatron e iniciar uma nova jornada evolutiva de reencontro com o Cristo interno, que eles têm negado até o presente momento.













Vitória Sempre na Luz de Deus

YASMIN - KATURA



”SÓ EXISTEM DOIS DIAS NO ANO EM QUE NADA PODE SER FEITO: UM SE CHAMA “ONTEM” E O OUTRO SE CHAMA “AMANHÔ. PORTANTO “HOJE” É O DIA CERTO PARA AMAR, PERDOAR, ACREDITAR, SORRIR, FAZER O QUE TEM QUE SER FEITO... HOJE É O DIA DE VIVER.

DALAI LAMA

























__._,_.___





Postar um comentário