11 setembro, 2013

COM HUMILDADE, VOLTO A TUA PRESENÇA...






COM HUMILDADE, VOLTO A TUA PRESENÇA...
Paulo Nunes Jr.

Ah!... Tenho vergonha de pedir a Ti, proteção a este coração...
Você que tem tantas ocupações, seria justo pedir-te!?...
Pedir por este coração que chora lágrimas de sangue?
Amargando suas penas, impostas pelo descaso,
O desgosto de uma vida de incompreensões...
Senhor!... Pai Onipotente...
Você que tem sido companheiro de todos os momentos
Seria justo pedir-Te para proteger-me deste sentimento
Que corroi minha alma, domina minhas entranhas?!...
Sentimento que um dia, me fez general absoluto no amor!
Ontem forte e dominador, hoje débil ao que vida impôs,
Mendigo do amor, que de sábio  se fez ignorante!...
Um sentir que retira de  mim, a força de um Guerreiro;
E coloca no canto de minha alma, o medo...
Isto sim, venho pedir-Te!... Afasta de mim o medo,
Medo do sentimento que domina a emoção,
Que me faz cego a tudo e a todos, anula a razão!...
Deus!...
Dá-me força para levantar e continuar esta minha caminhada
Possa eu, voltar a sentir esperança,  acreditar na felicidade!...
No amor!...  Reconstruir meu mundo, como Teu servo e filho.
Deixar, ao fazer o bem, minha marca nesta terra de expiações!
Medo, sentimento forte como o vinho, embriagando
as entranhas do saber...
Pago por meus medos, minhas dúvidas, minha falta de coragem
A inércia diante de meu próprio querer, medo da entrega ao amor...
Torna-me pequeno diante de mim, na insanidade
de quem deseja sentir a vida na sua plenitude...

Estende Tua mão Senhor, arranca minha alma da matéria,
Para que eu a possa TE sentir, levar minha dor a Tua presença...
Deus!...
Que força há neste instinto, que forte este sentimento chamado amor...
Agora sou teu servo, e se achares que tenho
que me entregar novamente a este sentimento!...
Faz de mim novamente, um homem forte, fortalece meu coração...
Retira dos meus pensamentos o passado de desilusões
E mostra-me o arco-íris, neste novo caminho a seguir...
Ilumine com a coragem, minh’alma que ora tão frágil,
Prostra-se diante de ti... Envergonhada por ter permitido
que este sentimento que tanto me castigou,
esteja de volta ao meu coração,
Fazendo-me sonhar, desejar vivê-lo intensamente...
Com humildade peço por mim Pai!... Senhor Deus do universo
Permita que eu renasça para a vida, renasça para o amor,
Reencontre a vontade de viver, de ser feliz...
Paulo Nunes Junior
Postar um comentário