31 agosto, 2011

INTRIGAS E ACUSAÇÕES


Quanto possível, abstém-te de assuntos infelizes.


Muitas vezes, quem te fala contra os outros pode trazer a imaginação doente ou superexcitada.



Quando alguém, porventura, se te faça veículo de alguma intriga, tanto é digna de compaixão a pessoa que te trouxe essa bomba verbal, quanto a outra que a teria criado.



Uma frase imperfeitamente ouvida será sempre uma frase mal interpretada.



A criatura que se precipita em julgamentos errôneos, a teu respeito, talvez seja vítima de lastimável engano.



Muitas pessoas de hábitos cristalizados em comentários descaridosos, em torno da vida alheia, estão a caminho de tratamentos médicos, dos mais graves.



Se trazes a consciência tranqüila, as opiniões negativas efetivamente não te alcançam.



Diante de críticas recebidas, observa até que ponto são verídicas e aceitáveis, para que venhamos a retificar em nós aquilo que nos desagrada nos outros.



Conhecendo algum desequilíbrio em andamento, auxilia em silêncio naquilo em que possas cooperar sem alarde, sem referir a ninguém, quanto ao esforço de reajuste que sejas capaz de desenvolver.



Compadece-te dos acusadores e ora, em favor deles, rogando a Deus para que sejam favorecidos com a bênção de paz que desejamos para nós.



pelo Espírito Emmanuel - Do livro: Calma, Médium: Francisco Cândido Xavier.
Postar um comentário