11 abril, 2012

ATRITOS



Nos atritos do mundo,
Não te omitas. Aceita.
Que seria de nós,
Sem a prova que educa?
Pelo buril do artista,
Faz-se a pedra obra-prima.
A mente sem problemas
Repousaria inútil.
A luz do sofrimento
Vem de pranto e suor.
Se a provação te apura,
Rende graças a Deus.
(De O Essencial. Francisco Cândido Xavier por Emmanuel)
(texto recebido de Cristiano de Almeida)
(quadro: John O'Brien)
Postar um comentário