24 outubro, 2010

O que deixa você cansado?




Eis um fato surpreendente: o trabalho mental sozinho não pode cansá-lo. Parece absurdo, mas há poucos anos, cientistas procuraram descobrir quanto tempo o cérebro humano poderia funcionar sem chegar a uma diminuição de capacidade para o trabalho – que é o que se define como fadiga.

Para espanto geral, eles descobriram que o sangue que passa através do cérebro, quando este está em atividade intelectual, não revela nenhum sinal de fadiga! A comparação foi feita com o sangue de um trabalhador braçal; enquanto ele está trabalhando, seu sangue está cheio de “toxinas da fadiga” e outras reações... O resultado indica que o cérebro pode funcionar tão bem e rapidamente tanto no princípio quanto no fim de 8, 10 ou mais horas de trabalho. O cérebro é totalmente incansável.

O que é, então, que faz com que fiquemos cansados? Segundo alguns estudiosos, a maior parte da fadiga que experimentamos é de origem mental, ou seja, nosso cansaço deriva das nossas atitudes mentais e emocionais. O trabalho árduo, pesado, por si só, raramente causa fadiga que não possa ser curada com uma boa noite de sono ou com repouso. Já as preocupações, os estados de tensão e os distúrbios emocionais são as três maiores causas da fadiga.

Tédio, ressentimento, sensação de não estar sendo apreciado ou de inutilidade, pressa, ansiedade e preocupações são fatores de desgaste que provocam cansaço e geram tensões nervosas que parecem ter como causa o trabalho físico ou mental. Por isso, relaxe. Repouse e poupe energia para as coisas mais importantes.

[Dale Carnegie, em "Como evitar preocupações e começar a viver"]
Postar um comentário