13 abril, 2011

A prece repele o mal que nos desejam

O texto abaixo relata o diálogo dos espíritos inferiores no Umbral, detalhando a conspiração dos mesmos no intuito de propagarem o mal pela Terra através dos encarnados, dos quais eles estudam com muita cautela para que encontre o ponto fraco de cada um, destacando aquela fraqueza do homem, afim de que assim consigam ganha-lo para as sombras.

Também, deixam claro a eficácia da prece, pois eles mesmo assumem que a oração e a fé os repelem. E se referem a Jesus como Cordeiro, pois a sua inferioridade e maldade é tão grande perante a luz de Jesus, que se quer pronunciam o nome de Jesus , rotulando-o por sinônimos.



" Temos necessidade de tudo fazer para não perder fatia no mercado. Os servos do Cordeiro não descasam, e nós devemos fazer o mesmo.

Muitos encarnados, em busca da verdade, estão rompendo com o passado culposo e servindo ao bem. São pessoas comuns que interferem em nosso trabalho e a quem precisamos combater com ação eficaz, incentivando-os à vaidade, acenando-lhes com qualidades que não possuem, fazendo-os orgulharem-se do que fazem.

Se não der certo, incentivem-nos ao contrário martelando seus cérebros, fazendo-os sentir que nada são, que nada fazem certo, que suas ações são nulas e, desse modo, eles as deixam de fazer. Não desistam! Se não der certo, motivem-nos com a ânsia de ganhar mais, façam com que trabalhem mais materialmente, esquecendo o trabalho espiritual, insinuando que isso nada lhe rendem. E se, falharem, tentem o sexo, tão em moda.



Sugiram-lhes o prazer da renovação sexual e a modernidade do amor-livre. Assim, companheiros anularemos os trabalhos dos servos do Cordeiro, que tanto nos atrapalha. Temos necessidades urgente de fazer com que encarnados sirvam a nós. Ofereçam vantagens, favores fáceis, sirvam-nos, e , depois eles nos servirão. Necessitamos de escravos, por isso deixem que pensem ser senhores nossos, enganem-nos, e ai desencarnarão e nos servirão, como eternos escravos. Não somos os bobocas do outro lado que serve gratuitamente, aqui tudo é pago, e cobramos muito caro e não perdoamos dívidas. Façam de tudo para que o servos do Cordeiro não se espalhem, não deixando ir a templos orar, e impeçam-nos por todos os modos de buscar ajuda dos servos do Cordeiro, nossos maiores inimigos.



Devemos incentivar os encarnados ao vício, a inveja, ao egoísmo e as idéias de vingança. Vingar para o bem da justiça! Como são tolos é ai que teremos brechas para atingi-los. Entre na mente do encarnado para que tenha pensamentos negativos e passem longe de orações, pois a tal oração fervorosa, sincera envolve quem ora, formando uma barreira magnética que nos repele, quando nos aproximamos. Devemos combater esse costume, isso esta nos arruinando.

Também, há os encarnados que são guardados pelo Cordeiro: desses devemos passar longe, porque é perda de tempo, perto deles além de não conseguimos contamina-los ainda corremos risco de sermos capturados pelos guardiões da luz. Passem longe! "



Extraído do Livro: Muitos São os Chamados (Romance do espírito Antônio Carlos psicografado por Vera Lúcia M. Carvalho) Editora: Petit, pág 81. Luz e paz no caminho de todos !!!!!!!!!
Postar um comentário