19 novembro, 2010

HARMONIA, CUMPRIMENTO DA LEI DO AMOR

Em nome do amor sagrado, falaremos de maneira prática sobre a grande necessidade de produzir e manter a harmonia pessoal, não apenas dos próprios sentimentos, mas também dos próprios pensamentos. Pois a harmonia não é apenas a lei do amor,é a epítome do amor, o sinal dos verdadeiros heróis conquistadores do amor.

Ora, como muitos de vocês sabem, quando o pensamento quer ir para a direita e os sentimentos puxam para a esquerda, mais freqüentemente sentimentos vencem e o pensamento,pela racionalização, gravita em direção àqueles. E, em muitos casos, a menos, é claro, que os sentimentos sejam motivados pelo mais puro amor, não se trata da realização da lei da harmonia; ao contrário, amiúde trata-se de um compromisso feito pela alma apanhada entre os mundos mental e dos sentidos. E isso pode resultar naquela paz sem honra que, por não se basear no princípio, não pode oferecer uma solução permanente para o problema.
Com todos os seus nobres esforços para precipitar alquimicamente a substância. O homem não encontrará uma chave alquímica superior à pureza do amor divino que emana de sua consciência, na forma de pensamentos e sentimentos de deus – mensageiros alados de luz, abençoando, atraindo outros de sua espécie e devolvendo ao alquimista as bênçãos da vida abundante.
O amor de deus, manifesto na chama trina, cintila com fulgor imortal. Sua luz vibrante, radiosa e envolvente abrange os flamejantes centros solares de todos os sistemas energéticos macrocósmico/ microcósmico, interligados em sua manifestação material e espiritual. Retirem o poder do amor de qualquer um destes sistemas e seu eventual colapso será inevitável.
Todo sistema de mundos, do corpo planetário ou estelar que já foi dissolvido, seja qual for a razão científica ou aparente, entrou em colapso devido à retirada até o momento da dissolução, pode estender-se de milhares até milhões de anos, segundo a concepção de tempo do homem; ou pode consistir em uns poucos microssegundos – ou na pausa entre eles. Mas o declínio de cada sistema tem início com a retirada do magneto do amor de seu centro. Assim, o amor é verdadeiramente o poder coesivo do universo.
Uma das doenças mais temíveis existente sobre a face da terra na atualidade manifesta-se como resultado do ódio que os homens sentem uns pelos outros, o qual, quando retorna àquele que o enviou, retira o elemento amor das células, causando assim a pervesão de sua função. Através de invasão e metástase, a doença finalmente dissemina-se pelo corpo; e sobrevém a morte quando a forma, cujas células perderam o poder coesivo do amor, não conseguem mais magnetizar luz suficiente para sustentar as funções corporais. Conquanto a causa possa ser milenar, adormecida há muitas existências, o carma do mundo chega no momento certo. Somente as torrentes de amor e os oceanos de chama violeta podem promover a resolução permanente do ódio pútrido que se aloja na psique do homem.
Todavia, até os dias de hoje algumas pessoas fizeram o voto de suportar o carma do mundo em seus membros. Santos imaculados são estes que acolhem em seus corpos o pecado mundial do ódio humano.assim, não julgue o enfermo, mas ajude-o! Eleve-o! Cure-o! Através do amor. Para a cura de muitos tipos de câncer e de outros distúrbios emocionais, mentais ou físicos, a invocação do amor divino é fundamental. E o curador deve ser todo amor em ação.
A resposta misericordiosa de jesus: ao brado dos dois homens cegos,” tem compaixão de nós, filho de davi”, representou um ato pessoal de amor divino. Ele tocou os olhos dos dois homens e disse: “ seja-vos feito segundo a vossa fé.”
A cura da mulher que tocou as vestes do mestre sem que este soubesse constituiu um exemplo da ação impessoal do amor divino. A resposta de Jesus: “ quem me tocou?... Senti que de mim saiu virtude”, mostrou que o cristo impessoal havia curado a mulher sem que ele soubesse de antemão.
O amor divino como o cristo vivo, o filho por trás de cada filho do homem e, ao mesmo tempo, pessoal e impessoal; e ele é realizado pouco a pouco, à medida que vocês se tornam capazes, através da chama trina do seu coração. Que aqueles que quiserem não levem em conta a lei como amor e neguem suas medidas corretivas como uma ação do amor. Eu lhe peço para que se lembrem das palavras: “ porque o senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho.”Digo a todos vocês, não permitam que o amor egoísta os arraste para os desvios da ilusão, distanciando-os mais e mais de seus irmãos e irmãs e daquelas outras parte da vida criadas por deus. Lembrem-se, também, de que os que optaram por encarnar elementos do mal sempre procuram dividir os filhos da luz através da argúcia, da lisonja, da hipocrisia, do dinheiro, de envolvimentos sexuais etc.- vocês mesmos podem dizer quais são as outras maneiras; enquanto que o verdadeiro amor une os filhos e filhas de deus na essência mesma da santidade e do serviço ao mundo.
Louvar o amor é louvar o grande poder de atração da própria chama tripartida de deus. O amor é a chama do ser de deus em manifestação. Um dia os cientistas do mundo, com instrumentos especiais, serão capazes de medir uma porção da chama do amor e suas energias radiosas, mas jamais um  instrumento poderá possuir uma escala suficientemente ampla para medir o poder onipresente do amor infinito.
O amor infinito pode ser melhor expresso como a manifestação de deus. A manifestção de deus pode ocorrer em qualquer pessoa. É o destino do homem que sacode do homem a sua poeira. Então,o amor é a plenitude de deus ao manifestar o homem. Eu lhes digo, não existem limites para o amor de deus que qualquer pessoa que assim deseje pode manifestar. Qualquer pessoa que deseje invocá-lo, sê-lo e compartilhá-lo poderá ser a resposta ao chamado e ao chamamento do amor.
Aqui, na esfera do amor divino, está a cidade de deus,a cidade quadrangular descrita pelo amado joão como local de realização consciente, onde a plenitude de suas aspirações pode expressar-se livremente. Aqui suas almas erguem os olhos para os grandiosos espaços abertos da criação.
O amor tem novos mundos ilimitados para conquistar. O amor é a terra prometida onde a força da natureza do leão é instalada no coração do cordeiro, e o bom pastor da eterna aliança sela a tudo na vitória da chama três-em-um do bem divino em expansão, mundos sem fim.
Pois teu é o reino – a consciência de deus, sua sabedoria; teu é o poder – a força ilimitada e inexaurível de ser e cumprir seu destino ardente; e tua é a glória – a luz do diadema da perfeição do amor, a luz que coroa – para todo o sempre. Amém.
Assim quis teu deus.


Eu sou e estou finalmente a serviço da causa da liberdade ,

                                        Saint Germain



Fonte: livro: A Alquimia de Saínt Germain
Best seller de Elizabeth Claret Prophet e Mark L. Prophet
Editora: Nova Era




Postar um comentário