29 novembro, 2010

VOCÊ SE ACHA FORA DO PADRÃO??

BELEZA PADRÃO X TALENTO!!

Queridos amigos do blog nesta segunda feira de sucesso, eu desejo que todas as coisas boas lhes aconteçam motivando-os para as conquistas mais marcantes da semana.


Estar ou não no padrão de beleza imposto pela mídia reinante tem fabricado muitas obsessões ou doenças psicossomáticas nas pessoas menos espiritualizadas.

Num mundo onde o gordo é considerado feio e quem não tem os dentes brancos nem o rosto sem rugas é visto como ultrapassado, galgar status de competente é cada vez mais difícil.

Há algumas semanas, porém o sucesso de Susan Boyle no programa British Got Talent, fez a reflexão sobre a importância da "beleza e boa aparência" na mídia e no cenário pop vir à tona mais uma vez.

Para aqueles que ainda não conheceram Susan Boyle trago aqui sua história:

Una escocesa de 47 nasceu e cresceu na vila de Blackburn, onde passou a vida toda tomando conta de sua mãe, que faleceu há dois anos. Ela nunca foi beijada e seu look estava longe de ser atraente.

A cantora do coral da igreja de seu vilarejo e freqüentadora do karaokê do hotel de Blackburn tomou a decisão de se inscrever no programa Britains Got Talent, comandado por Simon Cowell - produtor do American Idol, que segue a mesma linha e tem como fim descobrir os novos talentos da música britânica.

Quem estava lá viu Susan entrando no palco com suas sobrancelhas grossas, vestido desalinhado e cabelo enrolado grisalho em um penteado bem vovó.

Antes de ouvi-la cantar, a platéia ria e caçoava de sua idade, aparência e de seu desejo de se tornar uma cantora profissional como Elaine Paige, estrela da Broadway.

Mas quando começou a interpretar "I Dreamed a Dream", do musical Os Miseráveis, seu vozeirão de arrepiar, a princípio, causou um choque que depois se transformou em sorrisos de admiração dos jurados Cowell, Amanda Holden e Piers Morgan. A plateia, extasiada, aplaudia a apresentação de pé.

Em uma semana, Susan se tornou fenômeno mundial, sendo convidada para participar dos programas de Oprah Winfrey e Larry King, nos Estados Unidos.


O vídeo com sua apresentação no YouTube recebeu mais de 100 milhões de acessos e sua história de vida vai virar filme. O contrato para gravação do disco de estréia já foi providenciado pelo próprio Simon Cowell.

Susan não é a primeira a provar que beleza não significa nada quando se tem talento e sua história precisa motivar vocês amigos do blog a não se deixarem vencer pelo padrão imposto por quem quer que seja.

Sejam vocês mesmos, criem seus próprios estilos, externem contudo competência e talento em tudo que façam, pois somente assim o mundo os respeitará.

Abençoados sejam todos nesta linda segunda feira de luz.

Jeová de Aquino
Postar um comentário