07 fevereiro, 2011

Natureza, a Mãe que Ama e pede Cuidado !!!








Vendo tudo o que está ocorrendo em relação aos acontecimentos ambientais, vendo os problemas que a nossa Mãe Terra vem manifestando, a demasiada falta de conscientização que o ser humano insiste em ter, uma visão superficial em relação aos sérios problemas que o nosso planeta está enfrentando, me vem uma reflexão do quanto estamos engatinhando no processo evolutivo, do quanto estamos distante da verdadeira maturidade espiritual. No xamanismo, é evidente a inter-relação de tudo, somos todos um.



A Filosofia Xamânica valoriza a essência e compreende as formas. Dessa maneira, a Mãe Natureza, Deus e toda sua criação não estão longe do homem nem fazem parte de outra realidade e sim tudo faz parte do Todo, ou seja, vários galhos, o mesmo tronco da árvore.



Essas ações sem maturidade, geram ansiedades, tumultos, inseguranças, medos, proporcionando o aumento de formas pensamento negativas que envolvem nosso planeta e com isso ampliando a predisposição de desarmonias energéticas, sendo assim, penso que a responsabilidade das nossas ações, dos pensamentos que emanamos, pela interferência que causa ao meio é muito grande.



É importante aplicar um conceito muito forte no xamanismo, sentir, avaliar o que realmente estamos plantando, semeando em nossa jornada, tenho a certeza que ainda temos tempo para reavaliar nossas ações diárias. Para isso é muito importante resgatarmos a nossa integração com a natureza, com o ambiente, não só com o meio ambiente, mas sim com o ambiente por inteiro.



É preciso um despertar lúcido, total, para cuidar com mais amor da terra, das matas, dos animais, do ar, da água, pois somente assim conseguiremos evitar a destruição do planeta terra e de nós mesmos.



Precisamos manter a terra saudável, para sermos saudáveis, é preciso desenvolver um respeito verdadeiro entre os homens, independente de qualquer diferença, para que a vida saudavelmente prevaleça e seja honrada.



Momentos como esse, me vem a mente a linda e profunda carta do Chefe Nativo Seattle ao Presidente Franklin Pierce dos Estados Unidos em 1855, onde ele ressaltava que, a terra não nos pertence, nós é que pertencemos à terra, e temos como função sermos guardiões dela...



A palavra ecologia é atual, recente, mas, a sensibilidade ecológica é ancestralmente praticada pelos sábios nativos, que sempre respeitaram os ciclos e toda manifestação de vida na terra, buscando sempre a harmonia.



No meu modo de ver, precisamos meditar, movimentar, agir, pensar de maneira integrada, medindo sempre, as consequências de cada movimento que manifestamos, seja físico, energético ou espiritual, com isso desenvolvemos nossa maturidade espiritual, nossa inteligência emocional em todos os tempos.



A Mãe Natureza sinaliza sempre, mas só quando estamos integrados é que conseguimos identificar os seus sinais, decodificar sua mensagem. Embora muitas vezes não os compreendamos, pois estivemos distante, desconectados por muito tempo, mas como eu disse antes, sempre é tempo de se integrar.



Sinta o pulsar do coração da Mãe Terra em ressonância com seu coração e tudo se tornará UM...



Diga, se sentir...EU TE AMO MÃE TERRA!







Vitor Hugo França

www.vozdoselementos.com.br
Postar um comentário