23 dezembro, 2010

NATAL DE ESPERANÇA

Lá fora é NATAL!
Mesclas de preconceitos
Muita intolerância indiferença
Geram sofrimento atroz.
Vidas de canseiras, doridas
entre milhões de outras
em esplendores, são vidas…

Dói irmão saber
que te revolves
Entre abrolhos e dores
Dando asas à ilusão
que o mundo vende.
Usufruíste da falsidade
e gritos pungentes
fazem-te tremer.

Mas é NATAL!
Cristo fala aos corações cansados
E planta ESPERANÇA,
Socorro, amparo, carinho
No intimo do teu ser.

Recebe irmão o AMOR
Que Ele te quer dar.
Faz a tua revolução
Inverte a marcha
É preciso serenar.

Ele abre sempre os Seus braços
Acolhe-te tal e qual,
Quer na manjedoura ou na cruz
Seu abraço é p’ra nós
O momento principal.

FELIZ NATAL!
NATAL de ESPERANÇA

Manuela Silva Neves
02.12.2010
Paço de Arcos
Portugal  
Postar um comentário