22 dezembro, 2010

Os Chakras e seus correspondentes terrestres



Monte Shasta

Muladhara/Vermelho: Situado na base da coluna, este Chakra governa a dimensão física e todos os aspectos sólidos do corpo são mantidos pela matriz sutil das energias-terra distribuídas por esse primeiro Chakra. Ele energiza e fortalece o corpo sendo responsável pelo seu bem-estar físico. É o centro de energia através do qual se experimenta "luta ou fuga". 
O Chakra base representa, portanto a manifestação da consciência individual na forma humana, isto é, o nascimento físico.
Esse Chakra está em relação com a juventude, a ilusão, a cólera, a avareza e a sensualidade. Exterioriza-se como a glândula supra-renal, governa os rins, a coluna vertebral, sistema de esqueleto, linfa, sistema de eliminação e reprodução.
vibração de cor vermelha.
 
Simboliza a Terra-mãe. Segurança com as questões terrenas de dinheiro, trabalho, casa e confiança.
O seu sentido é o cheiro;
o mantra: Lam; simboliza-se por uma flor de lótus de 4 pétalas;

personalidade: Positiva - Boa auto-imagem, segurança, pés assentes no chão.
personalidade: Negativa - Insegurança, nada a que se agarrar - ao sabor da gravidade; período de maior formação evolutiva: dos 0 aos 7 anos; 

frequência: (C) 256 Hz ou 194.18 Hz; 
pedra correspondente: Granada; 
correspondente(s) terrestre: Monte Shasta, California; Grand Canyon; Monte Sinai; Himalaias.



taquile, lake titicaca, lago titikaka
 Lake Titicaca



Swadhisthana/Laranja:O segundo Chakra localiza-se dois dedos abaixo do umbigo. É dominado pela água, a essência da própria vida, elemento abundante no planeta e com peso de três quartos do corpo humano.
Esse chakra é o centro da procriação e por se achar diretamente associado à lua, afeta com suas marés emocionais (humor, sentir-se bem). 

A criatividade e a inspiração de criar começam no segundo chakra. A energia prânica que circula nesse Chakra governa a circulação do sangue e o mantém em bom equilíbrio por todos os fluídos do corpo, igualmente governa os órgãos genitais (ovários e testículos), as atitudes nos relacionamentos, sexo e comportamento sexual, o sentir, reprodução e assimilação.
Exterioriza-se como a glândula gônada, glândulas sexuais masculinas e femininas, que encarnam a força vital e toda a força inerente no corpo físico.

Sua cor vibratória é Laranja
O alimento, o sono e a sexualidade devem ser regulados e equilibrados com o objetivo de atingir um estado harmonioso e tranquilo do corpo e do espírito. 
O seu sentido é o sabor
o mantra: Vam; simboliza-se por uma flor de lótus de 6 pétalas; 

Personalidade: Positiva - Emoções contidas e calmas, porém variadas.
Personalidade Negativa - Demasiado emocional, amor possessivo; período de maior formação evolutiva: dos 7 aos 14;
frequência: (D) 288 Hz ou 210.42 Hz;
pedra correspondente: Calcita; 
correspondente(s) terrestre: Isla del Sol, Lake Titicaca; Machu Pichu; Hawaii; Amazonas.



 
Urulu



Manipura/Plexo Solar: Localizado no centro do abdomen, centro de compensação de energia para os outros chakras, o solar funciona como receptor e emissor de energias.
Exterioriza, energiza e controla o pâncreas, governa a ação do fígado, baço, estômago, vesícula, intestino grosso, até certo ponto o intestino delgado, aspectos do sistema nervoso, pele, músculos, sistema digestivo, apêndice. Governa a liberdade, poder, controle, autodefinição, intelecto, aceitação e visão.

A cor vibratória é o amarelo. O plexo solar é a sede do fogo no interior do corpo. Ele assume aqui importância particular, porque é também a sede dos medos, das angústias e dos ódios. Este chakra engloba o Karma, a caridade, a boa e má companhia e o serviço prestado aos outros. 
Por ser do elemento fogo, expansão energética que dá origem ao movimento, a tradição fenomênica dessa expansão é o calor. Uma pessoa com este fogo bem controlado, se torna uma pessoa calorosa e amiga.

O seu sentido é a visão;
o mantra: Ram; simboliza-se por uma flor de lótus de 10 pétalas;
Personalidade: Positiva -Flexibilidade quanto às energias - abertura à mudanças.
Personalidade Negativa - Atado, com medo de deixar que as coisas se manifestem; período de maior formação evolutiva: dos 14 aos 21 anos;
frequência: (E) 320 Hz ou 126.22 Hz; 
pedra correspondente: Topázio Citrino;
correspondente(s) terrestre: Uluru, Austrália; Luxor; Kilimanjaro.

Glastonbury



Anahata/Cardíaco : Localizado no centro do peito, o quarto chakra é o do coração. 
Exterioriza-se como o timo. Governa o coração, sangue, sistema circulatório. Influencia o sistema imunológico e endócrino, sistema de respiração. Centro através do qual sentimos o amor, o dar, relacionar-se, aceitação.

Sua vibração é da cor verde, vindo a evoluir para rosa com a prática da compaixão, do amor pessoal e universal. O chakra do coração é a sede do equilíbrio corporal. 

Um ser que está nesta vibração entra na energia da compaixão, de desprendimento, de sabedoria e de amor incondicional. Este chakra faz com que os desejos deixem de ser problemáticos por ser uma energia equilibrada. Os apegos aos prazeres terrenos, às honras, às humilhações não o preocupam porque está harmonizado com o seu mundo interior e exterior. 
Chakra do apego e do desapego, do perdão e da não cobrança. Um ser que se cobra e reclama da vida está sujeito a diminuir a boa função deste chakra, ficando alienado e desprotegido. O chakra do amor e da vontade de viver bem, nos induz a ver as experiências da vida como necessárias para o nosso desenvolvimento pessoal, social e de alma, a razão sublima as emoções aprisionantes, onde nada se perde tudo na vida acrescenta.

O seu sentido é o tacto
mantra: Yam; simboliza-se por uma flor de lótus de 12 pétalas;
Personalidade Positiva - Compaixão, intuiçã.
Personalide Negativa -Coração empedernido, fechado, desespero; período de maior formação evolutiva: dos 21 aos 28 anos;
frequência: (F) 341 Hz ou 136.10 Hz; 
pedra correspondente: Quartzos Verde e o Rosa;
correspondente(s) terrestre : Glastonbury, Inglaterra; Egipto; Haleakalã.



 Pirâmides do Gisé



Vishudha/Azul: Localizado na base do pescoço, este chakra exterioriza-se como a glândula tireóide e governa os pulmões, cordas vocais, brônquios e metabolismo. 

Sede da abundância e da prosperidade como resultado da forma como agimos na vida. Através deste chakra, aprender-se a receber e deixar as coisas fluírem sem criar condições que empeçam você de desfrutar da experiência.
O julgamento servirá para você decidir o que lhe da equilíbrio. Centro de expressão e de comunicação está ligado ao verbo divido , onde o que você fala cria.

Sua vibração e de coloração azul clara. Aquele que entra nesse centro domina seu eu por inteiro. Aqui, os cinco elementos são transmudados em sua essência, em sua mais pura manifestação, e só suas frequências sutis subsistem. 
As distrações do mundo provocadas pelos sentidos e pelo espírito cessam de ser um problema. O raciocínio supremo domina as emoções do coração. O ser vai procurar o conhecimento real além dos limites de tempo, dos condicionamentos culturais e da hereditariedade.
O seu sentido é a audição
o mantra: Ham; simboliza-se por uma flor de lótus de 16 pétalas;

Personalidade Positiva - Razão, lógica.
Personalidade Negativa - Rigidez, preconceitos, não aceitação do ponto de vista alheios; período de maior formação evolutiva: dos 28 aos 35 anos;
frequência: (G) 384 Hz ou 141.27 Hz; 
pedra correspondente: Lápis-Lazuli;
correspondente(s) terrestre: Pirâmides de Gisé, Egipto; Antarctica.




Ajna/Índigo: Chakra da autoridade e comando, o sexto chakra fica no centro da testa. Mais conhecido como terceiro olho, a terceira visão é a consciência individualizada.
Os dois olhos físicos vêem o passado e o presente, enquanto que e terceiro olho revela os horizontes do futuro. As experiências e as idéias servem simplesmente para clarificar as percepções extrasensoriais. A sensação de unidade e de união com as leis cósmicas é experimentada. O ser realiza que é um espírito imortal num corpo temporário de carne. 
Exterioriza-se como a glândula pituitária.
Governa o cérebro inferior e o sistema nervoso, os ouvidos, crescimento, sistema endócrino, plexo carotídeo, nariz e os olhos. Através desse centro consideramos nossa natureza espiritual.
Sua vibração é de cor azul escuro.
O seu sentido é o sexto sentido;
mantra: Aum; simboliza-se por uma flor de lótus de 2 pétalas;

Personalidade Positiva- Fraternidade, pensamento criativo.
Personalidade Negativa - Desejo de controlar os outros, egoísmo; período de maior formação evolutiva: dos 35 aos 42 anos;
frequência: (A) 448 Hz ou 221.23 Hz; 
pedra correspondente: Ametista ou Sodalita;
correspondente(s) terrestre: Kuh-e Malek Siah, Irão; China.





Sahasrara/Violeta: O sétimo chakra ou coroa está localizado no topo da cabeça, plexo cerebral, centro da testa. Este chakra é o chakra ligado a iluminação.
 
Exterioriza-se como a glândula Epífese, também chamada Pineal e governa a parte superior do cérebro e rege o sistema nervoso que simbolicamente significa sistema de integração com Deus.
 
Sua vibração é a violeta ou às vezes a combinação de todas as cores: Luz branca
Induz ao sentimento de confiança de estar sendo guiado pelo universo. Rege as experiências interiores mais profunda, que se traduziram em sabedoria de alma. A luz interior é a que nos liga ao Pai celeste e representa também o Pai terreno.
 
Para lá do sensorial; simboliza-se por uma flor de lótus de 1000 pétalas;
Personalidade Positiva - Unidade com o todo, compreensão cósmica.
Personalidade Negativa - Sem sentimentos, alienada da vida; período de maior formação evolutiva: dos 42 aos 49 anos;
Frequência: (B) 480 Hz ou 172.06 Hz; 
pedra correspondente: Quartzo Branco; 
correspondente(s) terrestre: Monte Kailash, Tibete; Alberta.


  

O oitavo chakra na sua correspondência terrestre encontra-se na Baja México, sítio que se acredita ser o Vortex que permitia aos Maias ascenderem a Xibalba.
By BEMAL em 11:57
http://gritodeexistencia.blogspot.com/2009/08/chakras-individuais-terrestres.html
Postar um comentário