21 janeiro, 2011

AUTOCURA



Nada causa mais tormento à nossa experiência na fisicalidade do que a dor e a doença. Em nossa limitação física, somos reféns de nossos corpos, e por ventura acabamos nos perdendo em nossos caminhos quando eles apresentam problemas. Dores e doenças são atributos unicamente físicos e só ocorrem na carne, todavia a não ser por consequências externas, como acidentes, por exemplo, ambas têm sua origem fora da fisicalidade e provêm de condições contrapostas e conflitantes da espiritualidade. Está portanto no espírito a solução de 90% das dores e doenças autocriadas, ou seja, sem a intervenção de fatores externos.

Há uma ligação entre o espírito e o corpo, querido leitor, que nunca se rompe. O espírito é quem controla o corpo, portanto, se não houvesse ligação, não haveria a vida física. Isso não tem nada a ver com a conexão com seu Eu Superior. Essa é outra história. À grosso modo, seria como uma linha telefônica. A ligação existe, todos temos linhas que nos conectam a diversas pessoas, todavia é preciso discar o número correto para que possamos falar com fulano ou sicrano. A conexão da qual sempre falamos nesse blog é o "telefonar", a ligação entre o espírito e o corpo é a linha telefônica.

Além de haver essa ligação entre espírito e corpo, tudo o que acontece com esse é resultado direto do que acontece com aquele. A fisicalidade é uma sombra, cópia ou reflexo da espiritualidade. Tudo o que acontece na matéria provém direta ou indiretamente do etérico. Nisso, podemos colocar uma porcentagem segura de 100%, uma vez que a própria fisicalidade provém de uma consciência não-física. Sem esta, aquela não pode existir. Deste modo, querido leitor, a doença é um reflexo do espírito e nele tem sua origem, cabendo a cada um descobrir os principais fatores de sua criação.

A principal causa da doença é o desequilíbrio espiritual. Sendo este criador da fisicalidade, quando algo não está correto ou balanceado, o corpo acaba sentindo diretamente seus efeitos de maneira aguda e por vezes insuportável, isso porque a dor é o único meio que o corpo tem de se comunicar conosco para expressar que algo não vai bem. Na matéria, podemos apenas curar o que é da matéria. Deste modo, em sua maioria só podemos oferecer métodos paliativos ao corpo e torcer para que o desequilíbrio seja ludibriado. Como bem sabe, querido leitor, não funciona muito bem. A humanidade está doente de corpo e espírito. Nunca se vendeu tantos remédios, nunca se fez tantos tratamentos contra dores crônicas, nunca se procurou tanta ajuda para curar seus males.

A Doença

Somos divindades, e como tais, temos todos os instrumentos necessários para moldar nossas vidas, e por ventura corpos, para que possamos experimentar esta existência física em sua plenitude. Ao compreendermos que a origem da doença se encontra além do corpo, podemos focar no ponto certo, primordial. Se o espírito cria a fisicalidade, é nele que devemos nos focar. Nossos esforços em procurar a solução no corpo já foi provado não darem em nada. Devemos parar de insistir no que não está dando certo. Este é um erro triste que a humanidade comete, insistir no time que está perdendo. Política, Sistema Monetário, Religião, Ciência Materialista, Indústrias Farmacêuticas, ONGs, etc. Nada disso funcionou até agora para curar a humanidade de seus vícios e doenças.

Há vários desequilíbrios espirituais. Um dos mais comuns ocorre nos chakras, que quando não estão funcionando corretamente, o corpo acaba sentindo algo de acordo com o que cada vórtice representa. Deste modo, é importante que cada pessoa compreenda um pouco o que cada um dos principais chakras representa para poderem fazer uma conexão com seu estado físico atual. Um exemplo é o Chakra Manipura, do plexo solar, que quando desequilibrado causa problemas digestivos, dores nos ossos e problemas no sistema nervoso. Cada um dos principais Chakras são de vital importância para manter o corpo saudável, e é preciso que estejam em plena funcionalidade.

Outra origem para problemas físicos já foi mencionada aqui: o nível insuficiente de Prana no organismo. O Prana é a energia vital e o absorvemos quando respiramos corretamente. No mundo atual, rápido, descontrolado e insano, poucas são as pessoas quem mantêm a tranquilidade de viver a vida, que por ventura, influencia a capacidade respiratória. Quando o Prana está entrando em quantidades suficientes, o corpo tende a naturalmente entrar em equilíbrio e manter-se "fechado" a dores e doenças. Outro culpado que surge é o nosso velho conhecido Egochato e suas paranóias psicológicas. Estresse, pessimismo, medo, culpa, raiva, entre outros sentimentos produzem efeitos no corpo, uma vez que a mente física pode influenciar seu universo pessoal.

A Cura

Sabendo que a origem de nossos problemas físicos se encontra no espírito, fica muito mais fácil vencer as doenças. A autocura não é uma ciência ou um método, é uma qualidade natural da existência. Uma vez que a consciência cria a realidade, também cria a doença, e pode fazê-la não mais existir. Todavia, para isso é necessário um desenvolvimento espiritual para que se possa realmente fazer valer sua vontade. A fé é o ato de saber. Sem espiritualidade não há fé na cura.

Não há métodos ou técnicas para curar a si mesmo, querido leitor, uma vez que tudo o que tem a ver com espírito é e sempre será subjetivo e inqualificável. É preciso uma jornada interna e um bom nível de autoconhecimento para que a vontade prevaleça sobre o corpo. As dicas que podemos dar servem apenas para auxiliar e indicar os caminhos, pois tudo depende de cada um estar em plenas condições de os seguirem. Quando há o preparo para superar as limitações do corpo e mente, a autocura não apenas surge como uma possiblidade, mas como algo definitivo na experiência de cada um.

Antes de mais nada é preciso se auto-avaliar profundamente nas três principais condições humanas: as condições física, psicológica e espiritual. É preciso saber o máximo possível sobre você mesmo, para que a solução seja eficaz, e que sua mente não caia nas inconstâncias da dúvida. Lembre-se, querido leitor, que é necessário Saber do fundo do coração para que se possa decretar sua vontade. Você não pode adentrar no reino do "Achar", do contrário nada do que quiser se tornará realidade.

Primeira Condição: Física

Seus hábitos físicos devem ser avaliados corretamente. A matéria influencia o corpo, portanto deve ser investigada para que hábitos sejam mudados, buscando situar o corpo num padrão saudável de existência. Deste modo é preciso atentar aos principais problemas que são cometidos por todos. Em sua grande maioria são fáceis de serem corrigidos, exigindo apenas força de vontade.

Reveja seus hábitos alimentares, querido leitor. Não é preciso dizer que é necessário uma dieta mais saudável e leve, deixando de lado produtos artificiais, gordurosos ou extremamente calóricos. A não ser que você viva de luz, a alimentação é o básico para manter o corpo em suas condições perfeitas. Quanto mais porcaria se come, mais porcaria o corpo se torna. Não preciso nem falar do Codex Alimentarius, muito menos da Monsanto, para que você saiba que tudo o que ingerimos vem de fontes externas e suspeitas. Durante décadas fomos alimentados da pior maneira possível, fazendo com que nossos corpos entrassem em desarmonia, aumentando doenças, dores e mortes. Aumentando a Involução Humana.

Longe do contexto espiritual, evitem o máximo possível a ingestão de carne. Há átomos negativos em abundância na carne, uma vez que se trata de um cadáver, portanto entra diretamente em conflito com seus átomos positivos, gerando assim padrões vibratórios ondulantes e desalinhados. Produtos artificiais também são completamente nocivos à estrutura corporal, então é preciso diminuir seu consumo. Prefira sempre as coisas mais naturais possíveis. Veja, querido leitor, que eu disse possíveis, já que nos dias atuais até vegetais estão vindo alterados até nossas casas.

O sedentarismo, erro da postura e o sono mal dormido também são fatores que influenciam fortemente a saúde do corpo, devendo ser revistos. Atentem também para a respiração. O corpo é uma máquina, e como tal, precisa estar sempre em movimento, alinhado e descansado o bastante para manter-se funcionando. Você não pode ter um aparelho e nunca usá-lo, ele acabará perdendo suas principais funções por completa falta de funcionamento. Da mesma maneira você não pode comprar um computador e usá-lo de cabeça para baixo, a gravidade iria afetar diretamente suas peças, é necessário uma posição correta. Assim também não podemos deixar uma televisão ligada 24 horas por dia, uma hora ela irá queimar, é necessário desligá-la e deixá-la descansar. Todos estes aparelhos também precisam de ar circulando em volta. O corpo humano funciona da mesma maneira.

Segunda Condição: Psicológica

Se o espírito influencia mente e corpo, a mente tem poder também sobre o último. Uma mente em desarmonia cria um corpo em desamornia. Deste modo, é necessário quebrar todos os condicionamentos e aprender a acalmar a mente e o Ego. O ser humano pensa demais, tem emoções em demasia e se martiriza em excesso. Essas atitudes ampliam sentimentos e pensamentos negativos que passam a fazer parte de sua realidade, criando estados mentais complicados. É preciso domar a mente.

Estresse, raiva, culpa, medo, pessimismo, orgulho, arrogância e tantos outros estados mentais provocam no corpo uma queda vibratória assustadora, abrindo-o às enfermidades. É necessário então ter uma conversa consigo mesmo, determinar o que está errado e fazer um acordo com seu Ego, deixando-o em segundo plano e, portanto, longe de provocar seus piores estados mentais. Veja que além de ser um empecilho para o desenvolvimento espiritual, ele também é causador de muitas doenças.

A maneira como vemos o mundo também influencia nossos estados vibratórios. Ver sempre o pior do ser humano e da vida apenas induz a mente aos sentimentos mais nocivos que uma pessoa pode ter. A atenção que é concedida ao lado negativo da existência, além de alimentar este, produz mais e mais motivos para prolongar tal atenção. Por isso, querido leitor, é necessário ver sempre o lado bom da vida, o melhor do ser humano e focar sempre no amor, para que sua mente apenas alimente bons pensamentos, refletindo assim no corpo físico.

Perdoar-se por tudo aquilo que você se sente culpado é uma das melhores coisas que pode fazer por si mesmo. Não tente mais relembrar coisas as quais o incomoda, isso não leva a lugar nenhum. Seus erros não estão presentes no aqui e agora, eles já ficaram distantes e portanto não precisam mais receber sua atenção. Reviva a amizade entre você e você mesmo. Perdoe-se. Também aprenda a ser grato por tudo o que tem, da coisa mais banal até a mais subjetiva. Seja grato por estar vivo e poder respirar; por ter olhos para ver e ouvidos para escutar. A gratidão afasta os pensamentos negativos. Seja grato pela vida!

Terceira Condição: Espiritual

A principal condição é a espiritual. Isso porque ela influencia tanto mente quanto corpo. Ao falarmos dos Chakras, citamos apenas algumas das causas de nossas enfermidades corporais. É preciso deixá-los todos equilibrados e em boas condições de funcionamento. Por meio de imagens ou textos, aprenda a identificá-los em seu corpo. Para exercer sua influencia neles basta apenas uma grande força de vontade e muita paciência. Lembre-se, querido leitor, que o que sua mente imagina, ela cria. Portanto, visualizando os Chakras, limpando-os e equilibrando-os mentalmente, está realmente no caminho de fazê-lo. E você mesmo saberá quando desobstruí-los. Isso é inato do ser humano.

O estado da não-mente também é essencial, pois nele não há fisicalidade, portanto não há doença. Essa conexão que é estabelecida com o Eu Superior é a plenitude do estado humano. Assim como o estado do agora. No agora e na não-mente, cada um está no máximo que seu corpo da 3D pode atingir. Deste modo, é muito importante a prática diária da meditação. Pois quanto mais a fazemos, mais altos estados de consciência podemos alcançar, e por conseguinte, mais evoluídos espiritualmente ficamos, dando equilíbrio ao espírito.

Para curar a doença não basta apenas querer, mas saber que ela foi embora. A vontade não é o querer. A vontade é o Verbo. Saiba que está bem. Concentre-se apenas em sua saúde plena, em como a vida é bela e como o mundo é um bom lugar para se viver. Assista comédias, leia livros, ouça músicas bonitas, brinque com filhos ou animais de estimação. Divirta-se! Sei que é difícil quando a dor está lá, cutucando-o com uma tocha em chamas, mas este é o único meio de fazê-la ir embora: não dando atenção a ela. A dor é igual a um apelido, se lutar contra, ela pega.

É necessário uma força de vontade imensa. Todavia, se você, querido leitor, já está nesta caminhada, já tem bagagem suficiente para compreender que este é o caminho para a cura. Quando a dor estiver lá, tente ao máximo direcionar sua mente para algo bom, belo ou tranquilo. Imagine-se numa praia, num campo, numa montanha; imagine-se numa viagem, com pessoas queridas; imagine-se vivendo feliz, saudável, em sua plena forma. Foque sua mente apenas em coisas boas. Quando a dor der uma pequena trégua, diminuindo sua intensidade, tente entrar no estado da não-mente. Lá, ela não existirá. Não pense que ela não vai embora, não pense no amanhã, não tenha esperanças. A esperança está no futuro, esteja saudável agora! Decrete isso em viva voz. 

A cura nunca vem do externo, apenas do interno. Não importa o tipo de tratamento, nem o remédio mais poderoso, se você não crer que ele terá efeito, ele não terá. Está tudo dentro de você. A cura provém unicamente de você, quer conscientemente por meio da autocura, quer inconscientemente por meio de crenças em tratamentos. Portanto, querido leitor, a fonte da cura sempre esteve, está e estará dentro de você.

Vamos na Paz.

PS: Para saber mais sobre os Chakras e as doenças causadas devido a seus desequilíbrios, Clique Aqui:
PS2: Aqui um link onde talvez encontre livros sobre Autocura: Clique Aqui.







 



Postar um comentário