15 janeiro, 2011

NAMASTÊ

Namastê é a forma mais digna de cumprimento de um ser humano para outro. Expressa um grande sentimento de respeito. Invoca a percepção de que todos nós compartilhamosda mesma essência, da mesma energia, do mesmo universo.
Namastê  significa: O Deus que habita em mim saúda o Deus que habita em você. 

O cumprimento possui uma força pacificadora muito intensa, capaz de conter qualquer ímpeto de cólera de quem está diante de você.

Reconhecido pelos budistas como Anjali Mudra, o Namastê consiste no simples ato de unir as mãos, suavemente, na altura do coração, com os dedos apontando para o alto.

Assim que as mãos se tocam, fechamos os olhos e, levemente,  inclinamos a cabeça, em sinal de reverência e em silêncio… 

Concluído o movimento, aí sim pronunciamos com sentimento:  NAMASTÊ, falando diretamente ao coração da pessoa diante de nós. 

A coluna retorna à posição ereta bem lentamente, simbolizando respeito à outra pessoa e à divindade que preenche todos os espaços do Universo. 

A mão esquerda representa o coração, enquanto a mão direita representa a razão. O gesto significa que mente e coração devem estar em harmonia para que nosso pensar e agir estejam sempre de acordo com a verdade.

O gesto também simboliza o reconhecimento da dualidade que existe no mundo, simbolizando a união das polaridades, esquerda e direita, bem e mal. 

Sugere um esforço da nossa parte para manter essas duas forças unidas e em equilíbrio. A vida só se transforma numa dança quando as diferenças se harmonizam. Os 10 dedos se unem no Namastê… O número 10 é o símbolo da perfeição, da unidade, do equilíbrio perfeito. A prova disso são: os 10 Mandamentos, as 10 emanações da Árvore da Vida, os 10 vértices da estrela de Pitágoras, a parábola dos 10 Talentos (Mt,25). 

Toda criatura humana é um reflexo dos 10 atributos divinos:  Desapego, Bondade, Conhecimento, Entendimento, Esplendor, Harmonia, Perseverança, Realeza, Sabedoria e Severidade. 

Namastê traz o sagrado para dentro de cada ser humano, afirmando que Deus não está no céu, num templo ou mesmo na natureza. Deus está em tudo, em cada coração humano principalmente. Ao fazer o Namastê, afirmamos que todos somos filhos e partes do Sagrado, indissociáveis e iguais.

Somos todos companheiros da mesma jornada… a questão geográfica atende tão somente à necessidade da mente lógica de classificar, julgar, distinguir… Para o coração, onde reside toda a sabedoria, existe unicamente a UNIDADE.

O mundo é a nossa casa e a humanidade a nossa família. Que todos os seres, de todos os mundos, sejam felizes…
Postar um comentário